PIRUÇAS

Março 11 2008
 
 
 
 
 
Governo recua no fecho de 110 postos da GNR 
11.03.2008 - 09h06 José Bento Amaro (Público)
O Ministério da Administração Interna (MAI) suspendeu o encerramento de 110 postos da GNR em todo o país. A medida devia ter sido iniciada em Janeiro, mas foi abandonada depois de algumas das principais estruturas associativas da Guarda se terem manifestado contra. Para o Governo, esta foi uma hipótese de travar uma onda de impopularidade que começava a aumentar entre os militares, já descontentes com a reestruturação nos serviços de saúde, a qual deixou de fora os respectivos familiares.

O encerramento dos postos da GNR havia sido planeado em 2006 pelo então ministro da Administração Interna, António Costa. Iria abranger, principalmente, muitas pequenas localidades do interior do país e, de acordo com as contas das associações sindicais, cerca de mil militares.
Nesta, como em muitas outra áreas, o governo andou, e anda ainda, às apalpadelas, ao sabor de ventos cruzados, sem rumo certo e definido. E porquê? Porque se entregou a tarefa de apresentar um trabalho, aliás bem caro, sobre a "reestruturação" da Guarda a uma  empresa privada - a Accenture- votada para estudos de viabilidade económica. O resultado está à vista, porque imperou, então, na decisão política, mais uma vez, o factor economicista, como se a segurança interna apenas dependesse desse factor.
publicado por poleao às 10:44

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
19
20
21
22

23
25
26
27
28

31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO