PIRUÇAS

Fevereiro 08 2008

"Daí vem o caso, talvez único na Europa, de um povo que não só desconhece o

 patriotismo, que não só ignora o sentimento espontâneo de respeito e amor pelas suas tradições, pelas suas instituições, pelos seus homens superiores; que não só vive de copiar, literária e politicamente, a França, de um modo servil e indiscreto; que não só não possui uma alma social, mas se compraz em escarnecer de si próprio, com os nomes mais ridículos e o desdém mais burlesco. Quando uma nação se condena pela boca de seus próprios filhos, é difícil, senão impossível, descortinar o futuro de quem perdeu por tal forma a consciência a dignidade colectiva."

Oliveira Martins, História de Portugal, 1879

 

Julgo que já não é a primeira vez que aqui trago este excelente e muito específico texto de Oliveira Martins. Repito hoje a dose. Não sei bem a que propósito, ou, mesmo, se haverá algum propósito, nesta repetição. Um impulso houve, certamente. Talvez vindo da leitura da imprensa de hoje, que nos traz, mais uma vez, a imagem de que nos condenamos, como NAÇÃO, pela nossa própria boca.

publicado por poleao às 21:29

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

13
15
16

17
18
19
20
23

25
26
27
28


pesquisar
 
blogs SAPO