PIRUÇAS

Agosto 15 2007

 

 

 

 

DEPOIMENTO


De seguro
Posso apenas dizer que havia um muro
E que foi contra ele que me arremeti
A vida inteira.
Não, nunca o contornei.
Nunca tentei
Ultrapassá-lo de qualquer maneira.

A honra era lutar
Sem esperança de vencer.
E lutei ferozmente noite e dia,
Apesar de saber
Que quanto mais lutava mais perdia
E mais funda sentia
A dor de me perder.

Miguel Torga (1907-1995)

Aqui recordo, mais uma vez, este "depoimento" do Poeta, no centenário do seu nascimento. 

Para memória passada, presente e futura.


publicado por poleao às 18:40

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
13
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
29


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO