PIRUÇAS

Abril 10 2007

Afora o caso das habilitações literárias do PM, o actual clima social e político do país está sereno, talvez sereno de mais, como que a prometer, para breve, alguma nova borrasca. Os governantes não falam (ou falam muito pouco), os sindicatos, ao que parece, estão numa de limpar armas e as diversas associações profissionais idem, idem, aspas, aspas. Estamos numa serenidade doentia, na certeza de que algo de importante e grave vai saltar, dentro em breve, para o terreno. Não fosse, na verdade, a conferência de imprensa, ontem dada pelo cientista gago, e o inesperado empate do Benfica contra o último classificado da Liga e hoje os nossos jornalistas pouco tinham para noticiar e comentar.

Vejamos:

O campos cobrador de impostos, há uma data de dias que não encerra nada: nem, ao menos, um SAP, ou uma maternidade.

O tesoureiro santos, todo contente com as receitas da loja, até teve tempo para ir ao barbeiro, acertar o corte do cabelo.

O cabo costa, empurrado pelo informático magalhães, é o que mais suspeitas levanta, com o seu silêncio ensurdecedor. Não anda, pela certa, a preparar coisa boa para as polícias...

O hortelão silva, com aquele seu sorriso de sacaninha, meteu-se numa alhada das grandes, ao despedir muito pessoal lá da hortas.

O oficial de diligências costa anda agora serenamente ocupado na compra de pulseiras electrónicas, a ver se consegue fazer "algum" com a venda das cadeias, entretanto libertas.

Esta acalmia não é, digo eu, bom prenúncio. Está para rebentar, por aí, uma grande bernarda

publicado por poleao às 15:57

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

17
20
21

25
27

29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO