PIRUÇAS

Fevereiro 01 2007

Pensionistas pagam mais por medicamentos a partir de hoje

A partir desta quinta-feira, todos os remédios terão o seu preço diminuído em 6% mas, simultaneamente, o Estado reduzirá as comparticipações. Os pensionistas com reformas abaixo do salário mínimo vão passar a pagar mais por cada remédio.
Segundo o Diário de Notícias desta quinta-feira, as duas medidas do Ministério da Saúde garantem que os portugueses pouparão 13 milhões de euros. Contudo, os utentes que integram o regime especial de comparticipações saem prejudicados.
A situação verifica-se mesmo com a já existente ajuda extra do Governo a estes pensionistas, um acréscimo de 15% na comparticipação. Pelas doenças decorrentes da idade, os idosos consomem muitos medicamentos e qualquer variação de cêntimos pode fazer uma grande diferença ao final do mês.
E são os reformados, com baixos rendimentos, os responsáveis pela maior fatia de encargos do Estado com os medicamentos vendidos nas farmácias. Em média, 54% do dinheiro saído dos cofres públicos anualmente é para suportar as comparticipações dos remédios consumidos por estes idosos.

O grande beneficiário desta mudança, que integra as medidas com vista à redução do défice na Saúde, é o próprio Estado.

Outra grande medida do "campos cobrador de impostos", insensível, como sempre , aos dolorosos queixumes de quem mais sofre. O seu farol é só um: impor recolha de fundos aos que não podem reclamar, aos que não têm voz, aos doentes e aos velhos mais pobres, aos pensionistas e reformados. Onde nós chegámos!!!

publicado por poleao às 18:30

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

12
16

18
19
20
21
22
24

25
27


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO