PIRUÇAS

Janeiro 22 2007

Dizem os "ténicos", nesta matéria, que vem por aí, outra vez, o frio -mesmo o  frio de rachar, dizem eles. Voltemos, pois, à boa e quente castanha assada, para aquecermos as mãos e a alma.

Espero eu, todavia, que não escaldemos as mãos e, muito menos, a alma. É que o tesoureiro Teixeira pode ver, no aumento substancial do consumo deste fruto, uma razão suficiente para criar um novo imposto -o imposto da castanhada , assim distribuído : em cada doze castanhas, dez vão para o Estado, uma para o dono do castanheiro e outra para o vendedor da castanha, já assada. Isto até que os Pauliteiros de Miranda, fartos já de tanta castanhada , não desçam das suas "pedras lavradas" e desatem para aí à paulitada.

publicado por poleao às 22:04

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

17
19
20

25
26

28
29
30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO