PIRUÇAS

Maio 22 2004
Casaram-se hoje, em Espanha, o Príncipe Filipe, filho do Rei, e Letízia, popular apresentadora dos telediários da TVE, até há poucos meses. O casamento foi visto pela televisão por mais de mil milhões de pessoas, numa cobertura considerada das maiores de sempre. Lá estiveram também, naturalmente, os nossos 3 canais. Foi através deles que comecei por ver a reportagem, mas porque em todos se falava mais de vestidos, de chapéus, de maneiras de estar e de pisar, de segurança nos telhados, nos muros, de polícias a pé, a cavalo, etc, etc, e tudo, salvo raras excepções, com muito pobres intervenções de substância e de dicção, interrompidas a cada passo pelas chamadas "bengalas" do hã, hã, hã, acabei por ir para a TVE, onde fiquei até ao fim. As imagens eram as mesmas que passavam nas nossas TVs, mas as intervenções, de estúdio e de rua, não tinham nada a ver com as que se produziam nos canais nacionais. Depois admiramo-nos sempre que eles, os espanhóis, invadem o nosso território, ocupam os nossos espaços e nos substituem vantajosamente. São nossos vizinhos, são nossos "hermanos", são nossos amigos também mas, qualquer dia, passam-nos definitivamente a perna e passarão a ser, sabe-se lá, nossos mentores e nossos patrões. No meu entender, isso só será evitado quando subirmos o nível da qualidade daquilo que fazemos, em todos os campos e sectores.
publicado por poleao às 18:45

Eu também assisti pela TVE. As nossas 3 tv's só faziam comentários idiotas e de baixo nivel, para variar. Muito se poderia dizer sobre o assunto, mas nem vale a pena.Maria Papoila
(http://panquecas.blogs.sapo.pt)
(mailto:mariapapoila36@sapo.pt)
Anónimo a 24 de Maio de 2004 às 17:25

têm razão,os nossos locutores aprenderam todos na mesma escola,digo eu,parecem todos gagos.
hã,hã,hã,é o que se percebe melhor.
babilhana
</a>
(mailto:hfrex@netcabo.pt)
Anónimo a 23 de Maio de 2004 às 19:32