PIRUÇAS

Junho 22 2006
O anterior PR -Dr Jorge Sampaio- vai ficar na história popular como um homem bom, bonacheirão e sempre bem disposto. É sabido que nunca fez coisas boas importantes e as poucas más que fez foram muito más . Passeou por tudo quanto é sítio, em Portugal e no estrangeiro (não sei se bateu o recorde do Dr Mário Soares), sempre em representação do Estado (claro) e falou e discursou copiosamente, em longas e fastidiosas "falas redondas", a maior parte das vezes sem sentido prático nenhum. Falava, discursava e, no fim, tudo espremido , não ficava nada que se aproveitasse, para benefício de Portugal e dos portugueses. Mas nunca fez mal a ninguém, sempre foi simpático para com todos e, por isso, todos gostavam dele.

Esperavam muitos dos que votaram no actual PR -Prof Cavaco Silva- que o anterior cenário iria mudar radicalmente e que, desta vez, iríamos ter um Chefe de Estado à altura dos tempos difíceis que correm . Todavia, passado pouco tempo sobre a sua investidura como PR , o saldo é francamente negativo e sem perspectivas de melhorar muito. As suas intervenções públicas são apagadas, descoloridas e mostram, acima de tudo, um homem nada "feito" para as altas funções que exerce. Demasiado formal, imponente e hirto num leve, mas inestético , balancear de ombros, sempre agarrado aos temas da sua economia, Cavaco Silva vai de intervenção pública para intervenção pública com a mesma pose, a mesma rigidez, o mesmo distanciamento do "bom povo" que o ouve. Corre o risco, salvo se os seus assessores de imagem corrigirem o tiro, de perder todo o capital de prestígio que conseguiu como Primeiro Ministro e de passar à história popular como um PR apagado e triste.

publicado por poleao às 18:03

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
15
16

18
21
24

25
26
27
28
29


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO