PIRUÇAS

Setembro 24 2004

PR.bmp Tenho acompanhado, com muita curiosidade e interesse, mais esta acção de fiscalização do PR sobre o trabalho que o Governo vai, ou não, fazendo. E acho piada à forma como as coisas, desta vez, se estão a passar -talvez (ou certamente) porque o "executivo" é da inteiríssima responsabilidade do Presidente.


 Então é assim (como agora se diz): o PR vai aos Hospitais, Centos de Saúde, etc, e leva o ministro da pasta e outros responsáveis. Aponta o que está mal -no seu entendimento, claro- e ralha com eles, apontando-lhes os caminhos a seguir e as correcções a fazer. O ministro encolhe-se, diz que sim e que tambem, no momento, mas depois, noutro cenário, declara publicamente (as TVs não perdem pitada destes espectáculos) que vai continuar tudo como estava. Um caso, entre outros, é o das taxas moderadoras: o PR assegurou já que as vai chumbar, logo que elas se apresentem ao seu exame, mas o ministro garante que elas vão mesmo em frnte. Então isto não é uma coisa gira de se ver e ouvir?

publicado por poleao às 18:04

Setembro 24 2004
pacheco pereira.jpg Parece mentira mas é verdade: hoje, o JPP ainda não escreveu, no seu ABRUPTO, um artigo, por si próprio ou pela pena de um leitor, a dizer mal do PSL e do Governo. O que se passará?
publicado por poleao às 17:30

Setembro 24 2004

Ontem, estive em Torres Vedras, onde fui colocado, no âmbito da minha profissão, há 41 anos. Lá me mantive durante cerca de 7 anos. Na altura, era ainda uma vila de média dimensão, mas já com grande margem de crescimento, a curto prazo, dadas as suas potencialidades. Hoje, está uma cidade grande -em espaço, em ordenamento e em beleza. Fiquei muito feliz por visitá-la, mais uma vez, e por reconhecer as casas onde vivi, os lugares por onde diariamente passava e o café (Havaneza) onde, numa roda de amigos, tomava a minha "bica". Como sempre faço, tambem desta vez me deliciei com os afamados pastéis de feijão, na mesma pastelaria de sempre -a Império.


Foi lá, em Torres Vedras e nas restantes áreas sob a minha "jurisdição"  (Lourinhã, Cadaval e Mafra) que iniciei, no terreno e na vida,  a minha "formação" profissional. O que então aprendi serviu-me, sempre, pela vida fora, como uma base de inestimável valor.

publicado por poleao às 17:20

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Setembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

21
23
25

26
28
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO