PIRUÇAS

Março 28 2005

euros_moedas_notas.jpg Os sindicatos da função pública não perderam tempo. Poucos dias depois da entrada em "trabalhos" do novo governo, vieram pedir a correcção dos aumentos aprovados pela gestão anterior (2,2%) para 5,5%. Nem mais, nem menos.


Hoje o DN publica uma entrevista com o insuspeito Dr Silva Lopes, Presidente do Montepio Geral, na qual este conceituado economista afirma, a este propósito, o seguinte:


"Não vale a pena esconder as coisas. A área onde vai ter de se cortar mais é nas despesas com pessoal. Não há outra alternativa. (...)  não podemos continuar a aumentar o vencimento dos funcionários públicos e provavelmente vamos ter de os diminuir, em termos reais. As pessoas não querem ouvir isto, mas infelizmente é assim."


Por este caminho, o funcionalismo publico ainda terá que devolver ao Estado (a que isto chegou!!!) o que recebeu "a mais", talvez com juros de mora, se vier a ter vencimento esta generosa proposta do eminente economista. Naturalmente que, agora, os ditos sindicatos irão propor aumentos superiores aos antes pedidos (5,5%), por forma a constituirem uma reserva suficiente para devolver ao Estado o que receberam a mais nos dois primeiros meses deste ano, sem quebra do poder de compra. Nada mais simples.

publicado por poleao às 22:16

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Março 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

14
17

22
25
26

27


pesquisar
 
blogs SAPO