PIRUÇAS

Abril 30 2005

Neste tempo de agora -lento, mas sanguíneo e forte- vive-se melhor o dia-a-dia e acolhe-se com mais serenidade o fogo que arde à nossa frente. Hoje é só hoje, muito embora a lembrança das coisas me ligue, sem sofismas, ao passado.


O mal dos que insistem em viver o dia de amanhã já hoje ou em redemoinhar, sem nexo e sem sentido, à volta do passado, está na angústia que, por via disso, alimentam na alma, turvando os sentidos e as vontades.


A realidade, podemos alterá-la por instantes, mas, porque no mundo tudo se transforma e nada se perde, não é possível destrui-la.


Hoje vou viver o dia à minha maneira, com o meu sangue e com o meu corpo -nunca pelos caminhos de outros. Se vim ao mundo, copiando Régio, "foi só para desflorar florestas virgens".

publicado por poleao às 16:49

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Abril 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

14
16

18
20

24
29


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO