PIRUÇAS

Novembro 12 2005

Mega-operação da GNR no Porto




2005/11/12 | 13:19



Foram detidas 16 pessoas acusadas de vários crimes, entre os quais tráfico de droga, permanência ilegal no País e condução perigosa

 


O Grupo Territorial da GNR de Matosinhos deteve na madrugada de hoje 16 pessoas acusadas de vários crimes, entre os quais tráfico de droga, permanência ilegal no País e condução perigosa e com excesso de álcool.


Foram ainda apreendidos quatro viaturas, haxixe suficiente para cerca de 400 doses individuais, cerca de dois mil euros em dinheiro e material audiovisual no valor aproximado de dez mil euros.


Esta operação de controlo de cidadãos e veículos indocumentados, combate à proliferação das corridas de carros ilegais e combate ao lenocínio e imigração ilegal, que envolveu cerca de 280 militares da Brigada Territorial n/4 e quatro elementos do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), desenvolveu-se em Gaia, Maia e Póvoa de Varzim.


Em comunicado, a GNR refere que no total foram identificadas 32 pessoas e fiscalizados sete estabelecimentos comerciais e 333 viaturas, tendo sido elaborados 69 autos por diversas infracções.


(imprensa de hoje)


É sabido que, todas as madrugadas, há muita gente a trabalhar -uns por conta própria e outros por conta de outrem. Estes últimos recebem, justamente, segundo tabelas consentâneas, pelo trabalho nocturno que realizam. Justamente, repito!


Ora, os militares da GNR, como também é sabido, não recebem mais por isso. Alguma compensação (privilégio, como, maldosamente, se apregoa) que tinham por este trabalho, para segurança de todos, foi-lhes abruptamente retirada pelo governo, em nome de uma equívoca convergência, nomeadamente a idade da passagem à reforma e o apoio na doença, ao pessoal no activo, aos reformados e aos familiares. 


Mesmo sem essas compensações  (e outras, igualmente retiradas), o pessoal da Guarda, como se vê pela notícia, continua, galhardamente, a cumprir o seu dever, a qualquer hora do dia ou da noite, em quaisquer condições de tempo, quantas vezes pondo em risco a própria vida. 


O seu trabalho deveria merecer, ao menos, mais respeito.

publicado por poleao às 18:06

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
18
19

22
23
25

28
30


pesquisar
 
blogs SAPO