PIRUÇAS

Novembro 17 2005

"Numa entrevista à estação de televisão SIC Notícias na quarta-feira à noite, o ministro da Saúde, António Correia de Campos, considerou uma «vergonha nacional» o elevado número de médicos em alguns hospitais e deu como exemplo os 59 oftalmologistas que trabalham no Hospital dos Capuchos, em Lisboa.


«Há 59 médicos oftalmologistas no Hospital dos Capuchos e, no entanto, se quiser uma consulta não consegue. Então isto não são médicos a mais? Isto é uma vergonha nacional», disse o ministro.


O Bastonário da Ordem dos Médicos classificou de «injustas» e «infelizes» estas declarações do ministro, afirmando que se há 59 médicos naquele hospital é porque alguém os contratou".


(imprensa de hoje)


De cada vez que fala, o nosso inexcedível ministro da saúde conta, por assim dizer, uma anedota -às vezes, duas; outras, três e mais. Claro que a direcção clínica do Hospital dos Capuchos não achou piada nenhuma a mais esta graçola do ministro, tendo já desmentido, categoricamente, o gracioso e jocoso governante: não são 59 oftalmologistas, mas apenas 30, se bem li. Diferença pequena, como se vê.


Como podemos nós, afinal, acreditar e fazer fé no que dizem e fazem ministros deste gabarito?

publicado por poleao às 19:22

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Novembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
18
19

22
23
25

28
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO