PIRUÇAS

Agosto 01 2010

 

Fiz, ontem, setenta e sete

(Não sei se meses, ou anos)

Mas sei, de certeza certa

Que não foram desenganos

Os anos que estive alerta

Encostado ao teu corpete.


 

Não sei se foram serenos

Os anos que já contei.

Mas de certeza, isso sei,

Que foram mais, do que menos,

Os anos a que cheguei.


 

De uma coisa me enalteço:

Em tantos anos vividos,

Nunca virei do avesso,

Nem sumi, como esquecidos,

Os que fizeram caminho,

De braço dado, a meu lado,

Nos caminhos percorridos,

Em tantos anos de vida.



 




 

,

.



publicado por poleao às 22:57

TÃO LONGE DO MUNDO E TÃO PERTO DE TUDO
mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
28

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO